24 de Janeiro 

 

Não há Deus? 

 

Leitura Bíblica: 2 Reis 1.1-8,17 

 

Acaso não há Deus em Israel? (2 Rs 1.3). 

 

    Existe um certo tom de cor verde que alguns chamam de verde-veneno. A razão é que antigamente se usava um produto fortemente, venenoso para produzir essa cor. Hoje aquele produto está proibido, mas o nome ficou.

    Você já ouviu dizer que “ o pasto do  vizinho sempre é mais verde”? Pois eu acho que é verdade, mas é ver-veneno. O rei Acazias, de quem lemos hoje, também achou que o pasto do vizinho era mais verde. Achou que Baal-Zebube, deus dos seus tradicionais inimigos filisteus em Ecrom, poderia ajudá-lo. Não me perguntem de onde ele tirou essa idéia – é muito louca. Não bastou abandonar o Deus vivo, que ele, como israelita, conhecia, como foi consultar justamente o inimigo! Parece que essa história já aponta para algo que o apóstolo Paulo diz em 2 Ts 2.10-12, ou seja, que quando alguém teima em rejeita Deus, sujeita-se a ser empurrado pelo próprio Deus na direção do erro, para que não haja nenhuma dúvida sobre o que se passa. A Bíblia fala disso também em outros lugares (p. ex. Rm 1.24-27). É uma perspectiva assustadora, mas não é necessário que seja, porque Deus continua a oferecer-nos o seu amor. Se insistirmos em fugir dele e a desafiá-lo, é por nossa própria teimosia e tolice.

    Imagino o profeta Elias batendo com a mão na testa e sacudindo a cabeça diante disso: “Como pode? Acaso  não há Deus em Israel?” pergunta. Imagino também que a  sua reação, leitor, possa ser parecida, mas permita-me perguntar: onde você busca as soluções para os problemas da sua vida? No horóscopo? Na leitura de auto-ajuda? Nos modismos do momento, com que gente esperta fatura sobre a insegurança dos outros? Em palpites quaisquer? Na sua própria inteligência ? Onde? O famoso Salmo 23 promete que o Senhor, nossa Pastor, nos conduz a pastos verdes, certamente bem mais nutritivos que os pastos verde-veneno dos palpiteiros de plantão. Por onde você tem andado em busca de orientação? –RK 

 

           Acaso não há Deus no Brasil do século XXI?