3 de Fevereiro 

 

Olhe e veja 

 

Leitura Bíblica: João 1.29-34

 

Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo (Jo 1.29).

 

    Conta-se que Augusto o Forte, rei polonês e príncipe da Saxônia, certa ocasião convidou um grupo seleto de pessoas para assistir a um concerto no auditório principal do palácio de Dresden. Um músico famoso deveria dar-lhe uma prova de sua arte e assim entreter os nobres visitantes. Esperavam-se melodias alegres e músicas que convidassem para dançar. Mas o grande músico, ao olhar aqueles convidados do rei, viu neles nobreza, sim, mas eles de fato eram muito pobres. E lentamente Johann Sebastian Bach inicia a sua música. Festivamente ecoa uma melodia pelo auditório: “Leva um Cordeiro a transgressão de toda humanidade. Paciente sofre a maldição de nossa iniqüidade. Exausto vai, sem vacilar, ao sacrifício se ofertar, submisso e com desvelo. Aceita as dores, o desdém, aceita a morte em nosso bem...” A nobre platéia, profundamente comovida, ouve a música atentamente. Então soou a última frase: “... e diz: hei de sofrê-lo!”. Após um silêncio prolongado, o príncipe vai ao encontro de Bach, tira o seu anel do dedo, coloca-o no dedo do músico e diz: “Use este anel como lembrança deste dia e como sinal de que eu lhe serei um amigo agradecido por toda vida. Nesta noite você me deu muito. Com seu hino você falou a mim como ninguém conseguiu até hoje. Eu lhe agradeço”. De maneira semelhante imagino este acontecimento de João Batista, do qual lemos hoje. Ele não ouviu uma música. Ele olhou para Jesus e viu nele o Cordeiro de Deus, o Salvador. Reconheceu  nele aquele que veio para tirar o pecado. Para perdoar a nossa culpa. Desde então, ao olhar para cruz de Cristo, milhares de pessoas experimentaram : ele veio para mim, falou ao meu coração e me convidou para uma nova vida. Não lhe deram um anel, mas o seu coração. E a letra daquela música entoada por Bach tornou-se experiência e testemunho pessoal. – LS 

      

Que seus olhos possam ser abertos

Para este Senhor que transforma a sua vida!