14 de Fevereio 

 

Palha 

 

 Leitura Bíblica: Malaquias  4.1-6 

 

Ele traz a pá em sua mão e limpará sua eira, juntando seu trigo no celeiro a palha com fogo que nunca se apaga (Mt 3.12). 

 

    “ O Brasil é um país essencialmente agrícola”. Aprendi isso na escola, mas faz muito tempo, e hoje não é mais assim. Provavelmente a maioria dos brasileiros- eu inclusive – entende bem pouco de agropecuária, e se ainda distinguimos um cavalo de um boi é porque este tem chifres. Mas não era assim na terra de Israel nos tempos bíblicos. Ali vivia-se e trabalhava-se no campo. Era esse o ambiente comum. Por isso a Bíblia está tão cheia de ovelhas, bois, bezerros, uvas, figos, azeitonas e trigo, tudo servindo muitas vezes de ilustração para verdades espirituais. O trigo era particularmente  importante por ser a matéria-prima do pão, o principal alimento. Entre outras coisas, a farinha de trigo era aceita como oferenda a Deus (Lv 2.1, p. ex). Mas aquele grão precioso e nutritivo também tem um subproduto, muito volumoso, aliás: a casca dentro da qual o grão cresce, e restos da planta que não se aproveitam – a palha, enfim. A Bíblia também fala um bocado da palha, mas não muito favoravelmente. É sempre tida como algo sem substância, que se perde com o vento (Sl 1.4) ou que só serve para queimar. E então nossa leitura de hoje fala de gente que é como palha. Epa, perigo! E se essa gente formos nós? Você e eu? Diz o texto que se trata dos arrogantes e malfeitores; o Salmo 1 diz que são “os ímpios”, aqueles que desprezam Deus em sua vida. Pois é, arrogantes: Não preciso de Deus, sei cuidar da minha vida. E levanta a cabeça, como uma espiga de trigo vazia de grão e sem peso.

     Nossa leitura anuncia a vinda de Elias. Jesus identificou esse Elias com João Batista, e é este que fala de Jesus no nosso versículo-chave. Jesus, o Pão da Vida, quer tornar-nos como ele, uma bênção para o mundo. Não o exclua da sua vida, para não virar palha que só serve para se perder por aí ou queimar. – RK 

 

               Jesus na vida faz a diferença entre o grão e a palha.