21 de Fevereiro

 

Salvação

 

Leitura Bíblica: João 3.1-21

 

Quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus (Jo 3.18).

 

    Um sujeito não conseguia crer na grávida. Achava absurdo uma força invisível atrair todos os corpos para o centro da Terra. Por não crer, decidiu saltar sem pára-quedas de um avião em pleno vôo. Enquanto caía, fazia acrobacias e dizia: estou voando, nada me aconteceu... a gravidade não existe!

    Para muita gente, Deus pode existir ou não, mas isto não faz diferença, pois vivem como se não existisse, indiferentes ao seu querer.

     Mas isto não muda o fato de que Deus é o Eterno, o Imutável. Tudo foi criado nele, por ele e para ele, que é causa primeira e referência para tudo. A indiferença é de fato rebeldia contra ele. Quando alguém o deixa de lado, vive como quem acha que pode voar; mas como o chão demora a chegar, permanece alheio ao terrível erro (mas não imune a suas conseqüências).

    Jesus Cristo disse que não foi enviado para condenar, mas que quem não crê já está condenado. Sem a intervenção de Jesus, a perdição é certa porque a rebeldia contra o Criador tem conseqüências e não há quem possa consertar a própria queda.

    Mas, voltando à história, e se alguém com um pára-quedas viesse em um mergulho livre oferecendo-se para salvar o nosso “voador”? Se continuasse insistindo que estava voando, poderia até acreditar na existência do pára-quedista, uma boa pessoa que se preocupava com ele, mas mesmo assim morreria. Só seria salvo se humildemente reconhecesse o erro de viver como se a gravidade não existisse e a necessidade de ajuda.

      Deus deu seu Filho para que quem crer nele tenha a vida. Mas para pedir a intervenção de Jesus (salvação) é preciso humilhar-se e reconhecer a rebeldia contra o Eterno e a incapacidade de resolver o problema por si mesmo. E assim confiar (crer) em Jesus Cristo e por meio dele voltar para Deus e à obediência. – MHJ

 

             Só Jesus Cristo pode salvar da destruição certa.