8 de Março

 

Tropeços

 

Leitura Bíblica: Judas 24-25

 

Quem anda de dia não tropeça, pois vê a luz deste mundo. Quando anda de noite, tropeça, pois nele não há luz (Jo 11.9-10).

 

   Não é normal ficarmos tropeçando; mesmo assim, de vez em quando acontecem alguns tropeções. As razões para isto são diversas: piso irregular, cansaço, não olhar aonde pisa, achar-se auto-suficiente, etc. Alguns tropeções são leves, apenas um desequilíbrio momentâneo, nada mais grave; outros ainda derrubam a pessoa, talvez ferindo-a gravemente. Porém, em todos os casos, a pessoa não deve ficar prostrada reagir. Se estiver com dor, deve tratá-la. Se for uma queda sem maiores conseqüências, deve levantar-se e continuar a sua caminhada, como diz certa música: “Levanta, sacode a poeira e dá volta por cima”. Se estiver gravemente ferida deve pedir ajuda para as pessoas que estiverem passando por ali. O que não pode acontecer é querer ficar deitado e se lamentar.

    Na vida as pessoas infelizmente também tropeçam em suas atitudes, na maneira de falar ou de reagir em situações que aparecem á sua frente. O que nos faz tropeçar é o pecado. É o descuido de sua vida espiritual, ou seja, do seu relacionamento com Deus. Nessa condição nem se consegue fortalecimento espiritual por meio da leitura e do estudo da Bíblia, nem pelas orações. Fica-se desatento nas  diversas situações que aparecem na vida diária. Para não ficar prostrado, “no chão”, é preciso levantar-se, confessar os pecados a Deus e receber o seu perdão.

    Uma criança que ainda está aprendendo a andar algumas vezes consegue largar a mão da mãe e sair correndo, mas em geral isto acaba em tropeções e tombos. O meu incentivo para você que está lendo esta mensagem é que jamais deixe de confiar em Deus para confiar em si mesmo, como também que você jamais largue a mão de Deus para se aventurar sozinho na vida. Ande na luz de Jesus, e assim não cairá. – HK

 

        Deus não quer que você tropece. Segure firme sua mãe!