12 Abril

 

Por que eu?

 

Leia-> 1 Samuel 2:1-9

O Senhor Deus é quem tira a vida e quem a dá. É ele quem manda a pessoa para o mundo dos mortos e a faz voltar de lá. (v.6).

 

      Posso dizer se as notícias são boas, quando meu oncologista entra pela porta. Lutando contra o câncer por três vezes, é fácil compreender meu médico. Quando ele está metódico e sombrio, sei que os resultados não são bons.

    Em consulta recente, após muitas sessões  de terapia, ele entrou apressadamente pela porta e quase gritou, “Os exames parecem bons!”

    Toda vez que ouço boas notícias, louvo a Deus. Mas também penso: Por que eu? Por que outros não foram curados?

    Meus melhor amigo no Ensino Médio morreu  de câncer com apenas 15 anos. Muitas outras pessoas que conheci também pereceram desta doença. E por que eu não?

    A oração de Ana em 1 Samuel 2 ajuda a responder minha pergunta. Ela exclamou, “ O senhor Deus é quem tira a vida e quem a dá”. É ele  quem manda a pessoa para o mundo dos mortos e a faz voltar de lá” (v.6). Ela adorou a Deus pelos Seus caminhos soberanos. “... Os alicerces da terra são de Deus, o Senhor; ele construiu o mundo sobre eles”(v.8). Ela o adorou por ser Senhor de tudo.

    As palavras dela fluíram de um coração reavivado. Por anos, ela queria um filho (1:5). Seu marido, Elcana, tinha outra esposa que “...tinha filhos; Ana, porém, não os tinha”. (v.2).

    Ana, angustiada, orou a Deus e o Senhor ouviu o seu pedido (v.19). Deus a abençoou com um menino, Samuel. Depois, ela o levou ao Tabernáculo para  servir a Deus “...enquanto ele viver” (v.28). Ela adorou o Soberano e deixou Samuel para servi-lo.

     Deus ouve nossos clamores quando enfrentamos dificuldades. E depois Le revela Sua vontade, a qual reflete o Seu prazer. Podemos responder pela fé adorando-o por quem Ele é – independente do resultado (Jó 1:20-22).

   Não há problemas em, às vezes, se perguntar “por que”. Podemos confiar na mão soberana e poderosa de Deus o tempo todo.

 

- Tom Felten