13 Abril

 

Memórias,

 

memórias

 

Leia-> Isaías 43:14-26

Mas eu – eu mesmo – sou o seu Deus e por isso perdoo os seus pecados e os esqueço v.25)

 

     Júlia tem um problema de memória. Não que ela se esqueça de detalhes de seu passado, ela não consegue esquecê-los.

     Sua capacidade de lembrar é surpreendente, foi atestada por cientistas, no entanto, é um dom que Júlia gostaria de devolver. Ela é atormentada dia após dia por suas lembranças – acontecimentos sempre relembrados e nem sempre prazerosos. Muitas vezes em um dia a sua mente revive momentos que aconteceram muito tempo atrás desde a idade de 14 anos.

    Depois dos seus 40, Júlia gostaria de aprender a esquecer. Mas, não consegue e diz “...não tive a vida que queria, mas Deus tinha um plano diferente para mim”.

    Quando o povo de Judá ouviu as palavras de Isaías, provavelmente pensaram, “esta não é a vida que queríamos!” Mas Deus tinha um plano para eles também.

      O profeta, escrevendo sobre acontecimentos que ainda demorariam décadas para acontecer, detalhou a destruição da nação e exílio para a Babilônia. A razão? Tinham sido um povo desobediente, e Deus precisava discipliná-los em amor.

    Mas este não era o final da história. Isaías profetizou que Deus um dia iria restaurar Judá e dar-lhe a vitória sobre os babilônios. Ele lhes disse que esta libertação seria maior até do que quando Ele libertou os israelitas do Egito. “... Não fiquem lembrando do que aconteceu no passado...” (Isaías 43:18).

    Ele não somente disse ao povo para experimentar a amnésia, mas também prometeu esquecer-se de algo: “...sou o seu Deus e por isso perdôo os seus pecados e os esqueço” (v.25).

   Você está atormentado por lembranças de pecados que cometeu? Se você recebeu a salvação em Jesus e se arrependeu deles (1 João 1:9), é hora de esquecer totalmente. Deus lhe perdoou. Lembre-se disso.

 

-Tom Felten