25 de Maio

 

Palavras de vida

 

Leia-> Deuteronômio 32:45-47

Não pensem que esta Lei não vale nada; pelo contrário, é ela que lhes dará vida...(v.47).

      

      As palavras têm poder. Uma palavra indesejada pode ferir mais profundo do que a dor física. Lembro nos tempos de colégio, quando meus traços físicos indesejáveis se tornaram objeto do ridículo.

      Muitos de nós carregamos as palavras rudes, violentos ou degradantes de um pai, treinador ou amigo – ditas há muito tempo. Quem disse: “Paus e pedras podem quebrar meus ossos, mas palavras jamais vão me machucar” obviamente vivia em negação. Por outro lado, uma palavra boa, de esperança, pode ser um bálsamo de cura para os solitários ou feridos. Palavras sinceras podem tocar os lugares mais profundos da alma humana.

     Sou atraído pelas palavras de Moisés ao povo de Israel, instruções sabre como viver na terra que Deus havia lhes dado e como manter-se fiéis a Javé. Na conclusão destas diretrizes abrangentes e detalhadas, Moisés acrescentou que ele devim “ – Pensar bem em tudo o que lhes ensinei” (vv.45-46). Tais palavras não tinham a intenção de criar um regime frio e cheio de fórmulas.  Não eram ordens estéreis, mas palavras do Criador feitas artesanalmente para habitar no rico solo do coração, no lugar onde o amor, a esperança e a vida são mais bem alimentados.

       As palavras de Deus não eram bobagem, discurso prolixo sobre detalhes religiosos pedantes. Moisés afirmou que elas eram a própria vida de Israel. As palavras de Deus seriam como o ar que precisamos para respirar ou o alimento necessário para nutrir nosso corpo (Salmo 119:103). As palavras divinas lhes dariam significado e identidade, lhes diriam quem eram e os guiariam rumo á alegria e plenitude, dando-lhes direção para que “vivessem muitos anos na terra”(v.47).

      As palavras de Deus farão o mesmo por Noé. Ao escutar e obedecê-las, elas nos levarão em direção à vida, sempre em direção à vida.

-Winn Coller