.21 de Junho

 

Como surgiu o mal?

 

Leitura Bíblica: Ezequiel 28.11-19

 

A sua conduta foi perfeita desde o dia em que foi criado, até que você começou a fazer o mal (Ez 28.15).

 

   Escrever sobre a origem do mal não é fácil. A Bíblia praticamente silencia sobre o assunto. O texto de hoje, entretanto, dá algumas pistas. Trata do rei de Tiro, então capital da Fenícia, em reino que na época era o centro comercial do mundo. O rei ostentava seu luxo e julgava-se sábio, charmoso e perfeito. No entanto, o profeta descreve um personagem que transcende a figura do rei. Fala de alguém anterior a ele que fora criado e que vivia no jardim do Éden. Fala de sua conduta perfeita desde a sua criação e que no auge da sua perfeição extrapolou a sua área. E é isto que o profeta chama de mal. Neste seu orgulho ele procurou destronar ao próprio Criador. Daí a razão do profeta dizer: “O mal se achou em ti”. O mal, portanto, pois nasceu dentro daquele ser angelical. Não podia ser diferente, pois, pelo fato de não se submeter ao “Sumo Bem”, acabou em se constituir no “Sumo Mal”. O profeta Isaías registra uma situação idêntica no capítulo 14, referindo-se  ao rei da Babilônia. Isaías o chama de “Estrela da Manhã”. Este igualmente visa subir acima do Criador, mas acaba sendo derrubado e se constitui em inimigo do Criador. Torna-se em Satanás, que significa adversário, Diabo, acusador, caluniador, maldizente. Jesus o chamou de “o pai da mentira”. Conclui-se que foi o orgulho que levou à queda aquele ser angelical criado. Tem razão o autor de Provérbios em dizer: “O orgulho vem antes da destruição; o espírito altivo, antes da queda” (Pv 16.18). O caminho de Jesus foi no sentido contrário. Dele se lê: “Esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo tornando-se semelhante aos homens ... humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a morte, e morte de cruz.”

   O pecado é realidade na vida. E a vitória sobre o pecado temos tão somente em Jesus Cristo. – HM

 

     Onde o pecado aumentou, a graça de Deus aumentou muito mais.