.25 de Junho

 

Ouvir e praticar

 

Leitura Bíblica: Mateus 5.15-16

 

Permaneça nas coisas que aprendeu e das quais tem convicção (2 Tm 3.14).

 

    O que você diz ter aprendido de Deus só será verdadeiro se você viver aquilo integralmente. Quem realmente aprendeu algo de Deus não deixará de praticar, anunciar, notar e testemunhar a verdade aprendida. Deus não ensina, diz ou ordena sem que o resultado seja o que Ele quer. Entretanto, podemos ser passivos e nos limitar a ouvir a Palavra de Deus. Sem prática não se retém na mente a Palavra ouvida e a consciência não será confrontada. O resumo desse comportamento pode ser definido com a frase: não creram no que ouviram, por isso não aprenderam. A Bíblia, a Palavra de Deus, chama a nossa atenção dizendo: “Sejam praticantes da palavra e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmo” (Tg 1.22). Se não crermos no que ouvimos e aprendemos de Deus, podemos desenvolver uma vida apenas religiosa, mesmo dentro da comunidade cristã. O perigo é que esta espécie de vida sem Deus pode conduzir a um desastre eterno.

    Verifique o quanto da Palavra de Deus que você ouviu tem moldado a sua vida íntima, moral, os seus relacionamentos, a comunhão com os irmãos, o trabalho e os negócios. Verifique o quanto da Palavra de Deus ouvida tem levado você a se envolver com o Reino de Deus e com o seu próximo. E por último verifique se o que você costuma dizer tem promovido a paz, o bom ânimo e a esperança em quem ouve, pois a Bíblia diz: “A religião que Deus, nosso Pai, aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo” (Tg 1.27).

     Lembre-se: você não pode dizer o que aprendeu da Palavra de Deus até que creia a ponto de viver o que aprendeu em seu dia-a-dia. Foi vivendo o que ouviram e creram que os primeiros cristãos mudaram o mundo. O seu ouvir, aprender, crer e viver pode ser a diferença na vida de pessoas que o cercam. Deus o abençoe! – MLN

 

    Deixe a luz do céu brilhar em sua vida diária.