.26 de Junho

 

Compaixão e desafio

 

Leitura Bíblica: Marcos 7.24-30

 

Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de ter sido aprovado receberá a coroa da vida, que Deus prometeu aos que o amam (Tg 1.12).

 

     A Bíblia se refere a muitas mulheres decididas, serenas e virtuosas, e estamos diante de uma delas. A mulher desta história (a siro-fenícia, como se refere Marcos) tem uma vida que serve de inspiração para nós. O grande sentido desta passagem das Escrituras é que ela pré-anuncia a pregação do evangelho a todo mundo e nos mostra o princípio e o fim de todas as barreiras.

    Aquela mulher tinha algumas qualidades que a distinguiram das demais; pense bem:

    Era uma mulher de oração, pois clamava, suplicava.  Podia ser estrangeira, porém em seu coração havia tanto amor e compaixão pela filha que isso a fez acercar-se do Senhor, de quem ouvira falar tantas coisas boas. Foi o seu amor pela filha que a levou a aceitar o silêncio do Mestre e a continuar sua súplica. Mateus diz que Jesus não respondeu nenhuma palavra. “Ele, porém, não lhe respondeu palavra” (Mt 15.23). Foi esse amor que a levou a suportar a aparente, porém continuada rejeição de Jesus. Era uma mulher perseverante, porque não desistia diante das dificuldades e desafios. Apesar de tudo, sendo uma mulher temente a Deus e humilde, ela reconheceu sua própria condição e adorou o Senhor (v.25). Mas, acima de tudo ela era uma mulher de fé inquebrantável. O seu amor foi tanto que ela não se importou com a humilhação, porque a vida de sua filhinha estava em jogo. Ela insistiu e insistiu, sem saber que o Mestre a estava testando. Ao final, ela foi atendida e voltou para sua casa com a certeza da bênção que buscava receber. A sua persistência levou Jesus a admirá-la e a elogiá-la diante dos seus discípulos. Será que nossas vidas têm inspirado e servido de exemplo para outras pessoas, como esta mulher? – EOL

 

          Vale a pena perseverar com Deus.