15 Julho

 

Mensagem aos ladrões

 

Leia-> Efésios 4:17-32

Quem roubava que não roube mais, porém comece a trabalhar a fim de viver honestamente e poder ajudar os pobres (v.28).

 

     Todo o ato foi filmado pelas câmeras de segurança. Enquanto três amigos e eu jantávamos num café na África Oriental, um homem vestindo uma jaqueta preta entrou e sentou-se numa mesa do outro lado do restaurante. Meus amigos e eu nem reparamos nele, nem mesmo quando ele rapidamente mudou-se para a mesa perto da nossa. O indivíduo  se aproveitou da nossa desatenção e – enquanto orávamos pela refeição com os olhos fechados – tirou minha bolsa do encosto da cadeira, a  escondeu na jaqueta e saiu correndo.

     É provável que o ladrão tenha ficado ainda mais feliz com o sucesso do seu plano quando descobriu que na bolsa havia dinheiro, uma máquina fotográfica cara e outros objetos de valor. Imagino que ele nem sentiu remorso, como os israelitas descritos em Jeremias 2:26. “...Como o ladrão fica envergonhado quando é pego, assim o povo de Israel passará vergonha...”

    As Escrituras contêm uma forte palavra de advertência para o indivíduo que surrupiou minha bolsa e criminosos como ele. “Quem roubava que não roube mais, porém comece a trabalhar a fim de viver honestamente o poder ajudar os pobres” (Efésios 4:28). Esta mensagem se aplica a todos nós que não furtamos bolsas também, pois é provável que em mais de uma ocasião tenhamos nos apoderado de algo que pertence á outra pessoa. Por exemplo, você já levou os créditos pelo trabalho ou idéia de um colega? Ou talvez tenha roubado temporariamente a felicidade de alguém dizendo algo doloroso ou falso sobre essa pessoa.

      Confesso que muitas vezes fiz coisas assim. E descobrir que a recompensa de frutar jamais supera a alegria do trabalho duro e de doar como alguém que pertence a Deus (v.30). O Senhor diz que quando damos acumulamos tesouros no céu. Os tesouros dessas “bolsas” jamais envelhecem ou se desgastam – nem são roubados (Lucas 12:33).

- Roxanne Robbins