11 Outubro

A cidade-jardim

Leia-> Apocalipse 22:1-14
Felizes as pessoas que lavam as suas roupas, pois assim terão o direito de comer a fruta da árvore da vida...(v.14).

     
Singapura é uma minúscula ilha tropical com menos de 640km². Apesar dos imponentes arranha-céus, permanece como uma das cidades mais limpas e verdes do mundo. Os visitantes não demoram a perceber por que Singapura é conhecida como a Cidade-Jardim dos Trópicos. A Alameda Costa Leste, a estrada que liga o aeroporto ao centro da cidade, é envolta por um túnel de árvores. Singapura quer transformar a “Cidade-Jardim” para “Cidade em um Jardim”. Singapura, meu lar, é uma bela ilha.
      Na ilha de Patmos, o apóstolo João, já velho, recebeu uma visão do jardim da cidade celestial (Apocalipse 21:1-22:5). João viu “...o rio da água da vida...” (22:1) e “...em cada lado do rio está a árvore da vida...” (v.2). Este jardim celestial lembra o Éden (Gênesis 2:8-3:24) onde também há um rio (2:10) e a árvore da vida (v.9).
      A árvore da vida no Jardim do Éden representava a vida física sem fim (Gênesis 3:22). Deus não proibira Adão e Eva de comerem de qualquer árvore exceto da árvore do conhecimento do bem e do mal. (2:16,17). Portanto, era permitido comer da árvore da vida. Mas depois de pecarem por comer da árvore proibida, eles não puderam mais comer da árvore da vida, pois senão viveriam para sempre em pecado (3.22,24).
     Mas agora, aqueles que lavarem suas roupas poderão comer da árvore da vida (Apocalipse 2:7; 22:14). A maldição do pecado foi removida completamente (22:3). Haverá perfeição e pureza (v.1), adoração perfeita (v.3) e perfeita comunhão com Deus, pois “Verão o seu rosto...” (v.4), algo que o pecador jamais experimentará (Êxodo 33:20). Esta é a bênção especial dada àqueles que são limpos pelo sangue do Cordeiro – Jesus (Apocalipse 7:14-17).
-K. T. Sim