13 de Dezembro

 

Não abro mão!

 

Leitura Bíblica: Rute 3.1-18; 4.13-23

 

Os planos falham por falta de conselho, mas são bem-sucedidos quando há muitos conselheiros (Pv 15.22).

 

       Não abro mão da companhia de algumas pessoas na minha vida. Não abro mão do convívio com aquele meu irmão que me incentivou a fazer um projeto de vida; não abro mão do convívio com as senhoras da igreja que por mim oram e me aconselham a ter um namoro segundo o padrão de Deus; não abro mão do convívio com aquele diácono que aos domingos, no fim de cada culto, me aconselha a obedecer a Deus e em tudo dar graças durante a semana; não abro mão do convívio daquele amigo que me incentiva a perseverar em Deus quando algumas coisas não dão certo. Há quem diga que "se conselho fosse bom não seria dado, seria vendido". Eu prefiro acreditar que, assim como a amizade, conselho é uma daquelas coisas que não tem preço e só existe de graça. Não sei se Rute tinha a consciência de que caminhava para a eternidade quando preferiu ficar ao lado de sua sogra e ouvir os seus conselhos, mas creio que no fim de sua vida pôde  entender que o melhor caminho foi não abrir mão da companhia de Noemi e ouvir os conselhos  de uma serva de Deus. Rute ocupa um lugar na genealogia de Jesus, Rute foi mãe de Obede, que por sua vez gerou Jessé, que gerou Davi. Um conselho colocou uma viúva desamparada no centro da história e na eternidade. Salomão trineto de Rute, entendeu a importância dos conselhos e escreveu o versículo-chave de hoje.

        Em Rute descobri que a amizade e os conselhos me colocam no centro da história e a caminho da eternidade, com Noemi descubro que nem só a salvação é gratuita, mas existem outras dádivas ao dispor de quem vive em comunidade cristã. Esta é a mensagem de Deus, ele não é alheio aos meus problemas de hoje, mas está mais próximo do que podemos imaginar, tão próximo quanto amigos que se fazem presentes e me aconselham. - LM

 

  Amizades e conselhos dão valor à nossa vida.